destaques









Tudo sobre as oleoginosas!


Elas estão entre as opções de lanchinhos mais recomendadas por nutricionistas e médicos em todo o mundo, são saborosas, práticas para levar para o trabalho ou ter sempre na bolsa, e ainda trazem diversos benefícios à saúde.
Estamos falando das oleaginosas — um termo bizarro que se refere às castanhas, amêndoas, pistache e nozes, de vários tipos.
Quer conhecer um pouco mais sobre esses alimentos saudáveis, ricos em proteínas e gorduras boas que devem fazer parte do seu cardápio todos os dias? Então vem comigo e confira esta lista com os principais tipos de castanha para incluir na sua dieta! <3

As oleaginosas

As oleaginosas contêm muitas calorias, mas também são ricas em gorduras BOAS, além de vitaminas e minerais que trazem diversos benefícios à saúde. Apesar das calorias, elas devem fazer parte de um cardápio balanceado, inclusive para quem deseja perder peso, contribuindo para a perda de gordura abdominal, redução dos níveis de colesterol “ruim” e controle da pressão arterial. Conheça algumas opções de oleaginosas para diversificar sua alimentação e turbinar sua saúde:

Castanha do Pará
Típicas da Floresta Amazônica são ricas em selênio, um mineral que atua na proteção das células, diminuindo o risco de câncer de bexiga e de próstata. Também têm grande concentração de fósforo e potássio, que fortalece o coração e equilibra os batimentos cardíacos. Porém, se consumidas em excesso, elas podem tornar os cabelos fracos e quebradiços.

Castanha de caju (MINHA FAVORITA <3)

Uma boa aliada contra o cansaço e para melhorar a concentração nos estudos ou no trabalho. É rica em ferro (tem quase duas vezes mais que um bife), que ajuda a transportar o oxigênio pelo sangue, aumentando a disposição e prevenindo a anemia. Também é fonte de minerais como cálcio, fósforo e sódio, e de gorduras insaturadas, que aumentam os níveis do “colesterol bom”.

Nozes
As nozes são fontes importantes de zinco, que contribui com a nutrição das células de defesa do sangue. Apenas cinco unidades contêm 1/6 da dose recomendada desse mineral, que ajuda na defesa do organismo, prevenindo e combatendo vírus, resfriados e outras doenças causadas por vírus e bactérias.


Pistache
Apesar de ser mais conhecido por conta do sorvete, o pistache pode ser consumido fresco ou torrado, como o amendoim. É rico em betacaroteno e vitamina E, e seu consumo pode aumentar os níveis de antioxidantes no sangue. Também é uma boa fonte de cálcio, ferro, zinco e magnésio, e pode aumentar a imunidade e ajudar a combater doenças e infeções.

Amendoim
Um dos petiscos mais apreciados no Brasil, o amendoim tem grande concentração de gorduras, fibras e proteínas, que oferecem sensação de saciedade. Por isso, são bons aliados para quem deseja perder peso. A pasta ou manteiga de amendoim tem o mesmo efeito — mas fique de olho, pois algumas têm adição de açúcar.

Como e quanto consumir
As castanhas devem fazer parte de uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável, porém deve-se ter moderação no consumo por conta das calorias. Uma porção de 30 gramas por dia oferece todos os benefícios das castanhas sem comprometer a silhueta. Para diminuir o índice glicêmico e aumentar a saciedade, elas podem ser combinadas com frutas, como maçã, banana ou morango.
A variedade do que se consome também é importante: você pode escolher um tipo de castanha por dia, ou preparar um mix com vários tipos e dividir em pequenas porções — assim você aumenta a ingestão de nutrientes e garante todos os benefícios que elas podem trazer.
E você, quais tipos de castanha consome diariamente? Qual é a sua preferida? Conte pra mim nos comentários!

Lembre- se que A SUA quantidade, só um nutri pra lhe dizer! <3
Comentários no Facebook
1 Comentários no blog

Um comentário:

  1. Muito bom seu artigo, completo e detalhada sobre esses alimentos tão importantes que eu tenho comido bastante, valeu

    ResponderExcluir

O sua opinião é sempre muito importante, obrigada!!








LAYOUT POR MAYARA PEREIRA - DESIGNS DE MAAY
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ©